PortuguêsEnglish

CEPE cria categoria de professor voluntário para cursos de pós-graduação

6 de abril de 2018

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) aprovou, por unanimidade, a criação da figura do professor voluntário no âmbito da pesquisa e pós-graduação na Universidade Federal do Ceará.

Atualmente, diversos programas de pós-graduação da UFC contam com apoio de pesquisadores sem vínculo formal com a Universidade. Muitas vezes, são professores aposentados que criaram laços acadêmicos com os programas de pesquisa da UFC; professores em pós-doutoramento; ou ainda colaboradores eventuais que encontraram nos vários laboratórios da Universidade um espaço para manter sua atividade de pesquisa em andamento.

“Temos um contingente expressivo de pessoas – jovens doutores, pesquisadores de diferentes graus de senioridade – com uma série de colaborações que não são informadas de forma sistemática e não são formalmente certificadas pela Universidade”, explicou o Prof. Jorge Lira, relator da proposta e pró-reitor-adjunto de Pesquisa e Pós-Graduação.

Na maioria dos casos, a atividade desses pesquisadores é registrada apenas na própria unidade de pesquisa. A nova resolução do CEPE faz com que essa atividade passe a ser registrada e certificada pela UFC, com o acompanhamento da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PRPPG), e dá direito aos professores voluntários de registrarem-nas em seus currículos. Dessa produção, inclusive, deve constar o nome da Universidade.

No campo do ensino, o professor voluntário poderá participar de atividades episódicas, como seminários, por exemplo. O Prof. Jorge Lira adianta que, uma vez publicada, a PRPPG deve instituir um cadastro sistemático dessas atividades.

A nova figura não se confunde com a ideia de pesquisador colaborador estabelecida pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). “Isso está esclarecido no texto da resolução aprovada. Não há nenhuma ligação entre ser professor voluntário e ser pesquisador colaborador ou visitante, nos moldes que a Capes estabelece”, explica Lira.

A resolução, na íntegra, encontra-se na página: http://www.ufc.br/images/_files/a_universidade/cepe/resolucao_cepe_2017/resolucao06_cepe_2017.pdf

Fonte: Prof. Jorge Lira, pró-reitor-adjunto de Pesquisa e Pós-Graduação da UFC – fone: 85 3366 9479