PortuguêsEnglish

Instituição britânica oferece bolsa de pesquisa no exterior

2 de janeiro de 2018

A Academia Britânica para as Humanidades e Ciências Sociais está oferecendo a pesquisadores com residência em qualquer país estrangeiro (e ativos em qualquer fase da carreira e em qualquer disciplina da área de humanas e ciências sociais) a oportunidade de morar no Reino Unido, numa instituição de ensino superior ou outra instituição de pesquisa à sua escolha, no período de até seis meses. Os bolsistas visitantes irão trabalhar com os colegas das instituições anfitriãs no Reino Unido para desenvolver novas colaborações de investigação e/ou para aprofundar parcerias existentes.

As bolsas de pesquisa para visitantes são apoiadas pelo Fundo Rutherford, cujo objetivo é manter a posição do Reino Unido enquanto líder mundial em ciências e pesquisa, atraindo cientistas competentes para o Reino Unido. Estabelecido em julho de 2017, o fundo conta com mais de 100 milhões de libras a serem usados nos próximos quatro anos para apoiar a criação de bolsas para talentos internacionais na área de pesquisa.

Para participar da seleção, o candidato precisa ser um pesquisador ativo, na área de ciências humanas ou sociais. Podem participar pesquisadores em início de carreira, que concluíram recentemente o doutorado; pesquisadores em fase intermediária de carreira; ou cientistas seniors.

Os interessados não precisam se candidatar para desenvolver colaborações com estudiosos do Reino Unido ativos na mesma disciplina. A oportunidade também é aberta a candidatos que pretendam trabalhar com colegas no Reino Unido de outras áreas ou disciplinas, tais como de ciências naturais, médicas ou de engenharia, ou ainda de forma multidisciplinar ou interdisciplinar.

São oferecidas bolsas no valor de até 33 mil libras, cerca de R$ 132 mil. O financiamento pode ser utilizado para apoiar os custos de subsistência e alojamento do pesquisador visitante, despesas de pesquisa, despesas de viagem, e uma contribuição de 50% do total atribuído para permitir à instituição do Reino Unido receber o pesquisador visitante. O pesquisador poderá permanecer no país pelo prazo o máximo de seis meses.

Para concorrer, os interessados devem se candidatar online pelo sistema Flexi-Grant da Academia Britânica, até o dia 31 de janeiro. Para dúvidas e outras informações acesse www.britac.ac.uk ou envie e-mail para @britac_news.