PortuguêsEnglish

Prof. Manfredo Perdigão do Carmo faleceu na segunda-feira (30)

3 de Maio de 2018

Imagem: O Prof. Manfredo Perdigão do Carmo lecionou na UFC em vários períodos (Imagem: Reprodução da Internet)Faleceu, na última segunda-feira (30), aos 89 anos, o renomado matemático Manfredo Perdigão do Carmo, que foi professor da Universidade Federal do Ceará em vários períodos, lecionando no antigo Instituto de Matemática para alunos dos cursos de Matemática, Física e Química. O velório e o sepultamento ocorreram terça-feira (1º), no Rio de Janeiro.

Manfredo é considerado o responsável pela criação da Escola de Geometria Diferencial Brasileira, da qual faz parte, como um dos seus principais núcleos, a pós-graduação em Matemática da UFC.

Muitos dos trabalhos do pesquisador e docente foram em coautoria com matemáticos brasileiros ou estrangeiros. Mas sua mais longa parceria deu-se com o professor emérito da UFC João Lucas Marques Barbosa, do Departamento de Matemática. Juntos, inauguraram a subárea de estabilidade de subvariedades mínimas no campo da Geometria Diferencial.

“O Prof. Manfredo era um grande defensor do valor essencial da universidade: um espaço livre para pesquisar, debater e discutir. Conseguiu ao longo de sua carreira exercer de forma majestosa e equilibrada o binômio pesquisa-ensino e costumava dizer: ‘Um professor não ensina, entusiasma’. E foi produzindo e entusiasmando, por onde passou, que esse grande nordestino tornou-se ícone da ciência mundial, pioneiro e incentivador da pesquisa e pós-graduação no Nordeste, e, em especial, na UFC”, conta o Prof. João Lucas.

O PESQUISADOR – Manfredo nasceu em Maceió, em 1928, onde estudou Matemática com o Prof. Benedito de Morais. Formou-se em engenharia civil no Recife em 1951. Trabalhou alguns anos como engenheiro e abandonou a carreira para tornar-se professor assistente na Universidade Federal de Pernambuco.

Em 1959 fez um estágio no Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) e, influenciado pelo ambiente matemático ali existente, tomou a decisão fundamental de estudar nos Estados Unidos com S.S.Chern. Em setembro de 1960 foi, com bolsa do CNPq, para a Universidade da Califórnia, Berkeley, onde obteve o doutorado em janeiro de 1963.

No seu regresso, lecionou em Recife, Brasília e Fortaleza. Foi nessa época que ensinou no antigo Instituto de Matemática da UFC. Orientou mais de 20 teses de doutorado e teve a alegria de ver alguns dos seus alunos se transformarem em matemáticos destacados.

Participou na criação de grupos de pesquisas em Geometria Diferencial no Brasil. Como consequência desse interesse, escreveu vários livros com a finalidade de aclarar a literatura existente em Geometria Diferencial e atrair jovens talentosos para essa área. Um dos livros, que recebeu a contribuição dos alunos da UFC, foi traduzido para o inglês, o alemão, o espanhol e o chinês.

Fonte: Prof. João Lucas Marques Barbosa, docente aposentado do Departamento de Matemática da UFC – fones: 85 3366 9884 e 3366 9888