PortuguêsEnglish

UFC receberá recursos da FINEP para investir em equipamentos e laboratórios

21 de dezembro de 2018

A Universidade Federal do Ceará foi contemplada em chamada pública da Empresa Brasileira de Inovação e Pesquisa (FINEP) para apoio de projetos institucionais de infraestrutura para pesquisas científicas e tecnológicas, nas linhas de Biotecnologia, Ciências Biomédicas, Ciências Sociais e Nanotecnologia. O total captado foi R$ 6.370.224,00, dividido entre as quatro linhas.

A chamada foi a de nº 04/2018 – Temática do CT-INFRA, programa criado para viabilizar a modernização e a ampliação da infraestrutura e dos serviços de apoio à pesquisa desenvolvida em instituições públicas de ensino superior e de pesquisa brasileiras, por exemplo, pela criação e reforma de laboratórios e pela compra de equipamentos.

Na linha da Biotecnologia, foi contemplado, com o total de R$ 1.498.592,32, o projeto Implementação e Ampliação de Infraestrutura de Laboratório Multiusuário em Técnicas Modernas de Espectrometria de Massas, coordenado pelo Prof. Arlindo de Alencar Araripe Moura, do Programa de Pós-graduação em Zootecnia da UFC.

Nas Ciências Biomédicas, foi aprovado o valor de R$ 1.496.400,46 para o projeto Biobanco de Pesquisas em Ciências da Saúde na Universidade Federal do Ceará, sob coordenação do Prof. Aldo Ângelo Moreira Lima, do Programa de Pós-Graduação em Microbiologia Médica.

Já as Ciências Sociais foram contempladas com o montante de R$ 377.060,00, por meio do projeto Núcleo de Políticas Públicas e Análise de Dados, que tem como coordenador o Prof. César Barreira, do Programa de Pós-Graduação em Sociologia.

Por fim, na linha da Nanotecnologia, o projeto Ampliação do Parque de Equipamentos da Central Analítica da Universidade Federal do Ceará para a Caracterização de Bionanomateriais Funcionais, sob a coordenação do pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Antonio Gomes de Souza Filho, captou R$ 2.998.172,00.

SUCESSO – “O grande sucesso que tivemos nessa chamada se deve ao estabelecimento de uma política clara para o multiuso das infraestruturas de pesquisa de médio e grande porte”, destacou o Prof. Antonio Gomes. Segundo o pró-reitor, será lançado ainda em 2018 um edital interno para a oficialização de infraestruturas de pesquisa que operam no modelo aberto e multiusuário.

Os projetos institucionais da UFC no âmbito do apoio do CT-INFRA são elaborados pelo coordenador do programa na Universidade, Alexandre Holanda Sampaio, em articulação com os programas de pós-graduação e com a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. De acordo com o Prof. Sampaio, as chamadas CT-INFRA da FINEP são uma das mais importantes fontes de financiamento para a infraestrutura de pesquisas das universidades.

“Desde 2007, quando assumi a Coordenação-Geral do CT-INFRA na UFC, foram aprovados mais de R$ 50 milhões para a infraestrutura de pesquisa na Universidade, tanto em Fortaleza como nos campi do Interior, contribuindo para o crescimento e a evolução da pós-graduação da UFC, como pôde ser evidenciado nos últimos resultados da Avaliação Quadrienal da CAPES”, afirma.

Para o reitor da UFC, Henry Campos, a aprovação na chamada pública da FINEP demonstra foco, coerência na programação e qualidade dos projetos apresentados. Ele salienta que, na seara das instituições de ensino superior brasileiras, a UFC foi uma das que mais captaram recursos. O reitor reforça a visão estratégica da Universidade, que possui o objetivo de levar a pesquisa produzida para as áreas de fronteira do conhecimento e da inovação, alinhando-a ao trabalho de pesquisadores e instituições de ponta em âmbito global.

“Em um momento de escassez, poder disponibilizar recursos para investimento é extremamente significativo. O processo de seleção da FINEP é bastante competitivo, e mais uma vez devemos nos orgulhar dos nossos professores, pesquisadores e programas de pós-graduação”, celebra.

CARÁTER MULTIUSUÁRIO – Os projetos aprovados no CT-INFRA têm como característica principal o aspecto multiusuário das infraestruturas a serem instaladas. Esse foi um aspecto detalhado nas propostas da UFC, tendo-se em vista experiências já exitosas de gestão e uso compartilhado de equipamentos em laboratórios institucionais.

Os equipamentos de grande porte aprovados na linha de Biotecnologia (espectrômetro de massas) e Nanotecnologia (espectroscopia de fotoelétrons excitados por raios X) serão instalados na Central Analítica, laboratório multiusuário da UFC que oferece serviços de técnicas avançadas em microscopia e espectroscopia à comunidade acadêmica.